Cuiabá, 23 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Domingo, 09 de Outubro de 2022, 10:19 - A | A

Domingo, 09 de Outubro de 2022, 10h:19 - A | A

CPI

Jayme e Wellington assinam requerimento para CPI das Pesquisas Eleitorais

Da Redação

Os senadores Jayme Campos (União) e Wellington Fagundes (PL) assinaram o requerimento para a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de pesquisas eleitorais. Apresentada pelo senador Marcos do Val (Podemos-ES), a proposta tem a finalidade de apurar “as causas das expressivas discrepâncias entre as referências prognósticas, principalmente de curtíssimo prazo e os resultados apurados” dos institutos e empresas de pesquisas no país.

Até o momento, o único senador do estado que não assinou o requerimento foi Carlos Fávaro (PSD), que retornou ao Senado Federal nesta semana após afastamento para coordenar a campanha de Lula (PT) à presidência no primeiro turno em Mato Grosso.

 

No documento, o autor do pedido destaca que a necessidade da investigação para apurar os critérios técnicos e científicos das pesquisas realizadas pelas principais empresas, os impactos dos resultados na formação do cenário político-eleitoral e na decisão de voto pelo eleitor.

“Temos por nós a urgência de uma investigação técnico-científica isenta, profunda e abrangente de todos os elementos incidentes nessas pesquisas, com ênfase nos elementos sociológicos, matemáticos, demográficos e também político partidários envolvidos”, diz trecho do requerimento.

Segundo a Agência Senado, para criação da CPI são necessárias 27 assinaturas. Até o momento 30 senadores já assinaram o documento, mas seis deles estão com o mandato próximo do fim, quatro são suplentes e dois estão disputando segundo turno em seus estados. Caso o requerimento não seja lido no plenário antes da saída deles, as assinaturas não serão contabilizadas.

 
Cuiabá MT, 23 de Junho de 2024