Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 12:09 - A | A

Quarta-feira, 15 de Maio de 2024, 12h:09 - A | A

DESCASO AMBIENTAL

Júlio Campos diz que ministra de Lula "só sabe viajar" e ignora os problemas de MT

Da Redação

O deputado estadual Júlio Campos (União) afirmou nesta quarta-feira, 15 de maio, que a ministra Marina Silva (Rede), do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima do Brasil, faz vista grossa em relação aos problemas de Mato Grosso e à urgência de ação para evitar uma nova catástrofe no Pantanal.

Em conversa com jornalistas, Júlio disse que a ministra "só faz palestra internacional" para falar mal do Brasil, fechando os olhos para as questões importantes do estado.

“O Governo Federal tem que também tirar o pé do lodo, porque a Marina Silva só faz palestra internacional, conferência, viajar para o mundo todo, até falando, muitas vezes, mal do Brasil. E, no entanto, para decidir os assuntos ambientais e ecológicos de Mato Grosso, ela faz vista grossa”, disse.

Júlio criticou Marina pela lentidão para apresentar um parecer sobre o problema na região do Portão do Inferno, no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. O Governo do Estado aguarda a liberação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) para poder iniciar as obras que darão uma solução definitiva aos deslizamentos de terra na região.

O assunto veio à tona após o governador Mauro Mendes (União) e os deputados confirmarem que já tem conhecimento de que o Pantanal pode sofrer este ano uma das piores secas de sua história. O risco foi apontado pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB), em relatório publicado na última segunda-feira, 13.

Em entrevista recente, Mauro afirmou que, apesar de destinar R$ 74,5 milhões para combate aos incêndios florestais, não garante que o Pantanal não vá queimar.

 

 

 
Cuiabá MT, 21 de Maio de 2024