Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 12 de Março de 2024, 09:19 - A | A

Terça-feira, 12 de Março de 2024, 09h:19 - A | A

OBCECADO

Mauro Mendes dorme e acorda pensando em Emanuel Pinheiro, diz deputado

Da Redação

O deputado federal Emanuelzinho (MDB-MT) cutucou, na noite desta segunda-feira, 11, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), e afirmou que ele tem uma fixação com a família Pinheiro e que faz isso por maldade. Ele também explicou que após o afastamento do pai dele, prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), da prefeitura de Cuiabá, no último dia 4 de março, saiu na mídia uma notícia falsa falando que ele seria afastado do cargo de confiança do presidente Lula (PT), mas que tudo não passava de uma mentira do governador.

“Foi o Mauro Mendes que plantou na IstoÉ, podem colocar com as palavras, da mesma forma como ele plantou que o governo tinha negado o andamento do VLT cuiabano, e está andando e está selecionado pelo PAC até o momento, tudo coisa do Mauro Mendes. Pergunte ao presidente Baleia Rossi [MDB] se o Lula ligou para ele, pergunte ao Lula. O Zé Guimarães (PT) [presidente de Lula na Câmara dos Deputados], no mesmo dia, por iniciativa dele, fez uma nota desmentindo isso”, afirmou.

À imprensa, o deputado também afirmou que a conversa sobre o VLT está dentro do prazo previsto e está apenas aguardando a conversa com o presidente Lula. Emanuelzinho também contou que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) não tem a competência de decidir entre VLT e BRT, e que essa competência é da Justiça Federal.

Ao ser questionado o motivo de o governador estar agindo desta forma com Emanuel Pinheiro, o deputado contou que é uma obsessão de Mendes com a família dele e que reza todos os dias para que o governador consiga ter paz no coração.

“Ele tem uma fixação por Emanuel Pinheiro, fixação. Ele, e eu acho que a família dele, dorme e acorda só falando disso 24 horas por dia e com o Tribunal de Justiça e com o Ministério Público tentando de qualquer jeito prejudicar a gente. É uma maldade no coração humano”, avaliou.

 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024