Cuiabá, 24 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 10 de Junho de 2024, 16:37 - A | A

Segunda-feira, 10 de Junho de 2024, 16h:37 - A | A

CAÇA AOS BANDIDOS

Mauro reclama de Cuiabá e VG por não instalarem câmeras doadas pelo Estado

Da Redação

O governador Mauro Mendes (UB) reclamou nesta segunda-feira, 10 de junho, que Cuiabá e Várzea Grande ainda não aderiram ao programa Vigia Mais MT, que promoveu a instalação de câmeras de segurança em quase todos os municípios de Mato Grosso.

Segundo o governador, há 4 mil câmeras de monitoramento disponíveis para as duas maiores cidades do estado. Ele ainda ressaltou que as imagens do sistema estão facilitando o trabalho policial, levando à prisão de criminosos com rapidez.

"Essas duas cidades não evoluíram na instalação de câmeras, tem 4 mil para instalar. No interior, tem prefeitura que já instalou 100%. Por exemplo, Sorriso e outras mais de 100 cidades pegaram as câmeras. E isso ajuda demais da conta, porque localiza e identifica muito rápido [o criminoso]. Foi muito rápida a identificação do assassino do sargento Odenil Alves Pedroso, porque tínhamos câmeras de particulares na região, mas deu trabalho", comentou.

Maurou lembrou que o Governo do Estado adquiriu 15 mil câmeras para o programa. Estes equipamentos ainda estão sendo entregues aos municípios interessados, sem nenhum custo. Porém, o governador afirma que nenhuma câmera foi instalada em Cuiabá.

"Estamos entregando de graça e em Cuiabá não temos nenhuma instalada. Em VG, não sei se instalaram ou se estão instalando. No interior isso ajuda demais. Recentemente mandei comprar mais 10 mil câmeras com reconhecimento facial, e no estádio conseguimos prender duas pessoas porque a câmera identificou e prendemos uma traficante de Mato Grosso do Sul. É muito importante esse investimento em tecnologia para captura e prisão desses criminosos", defendeu ele.

A reportagem apurou que a Prefeitura de Cuiabá teria dificuldade para montar uma central de monitoramento para as 4 mil câmeras, pois custaria milhões de reais aos cofres públicos e as imagens seriam repassadas à Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Neste caso, a Prefeitura de Cuiabá estaria realizando a tarefa do Estado no quesito Segurança Pública.

 
Cuiabá MT, 24 de Junho de 2024