Cuiabá, 24 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 29 de Maio de 2024, 16:47 - A | A

Quarta-feira, 29 de Maio de 2024, 16h:47 - A | A

CONVERSA COM O SINTEP

Mendes diz estar aberto ao diálogo, mas alerta que não pode participar de tudo

Da Redação

O governador Mauro Mendes (União) disse na última sexta-feira, 24 de maio, que o seu governo é "adepto ao diálogo". A fala dele se contrapõe aos profissionais da educação pública de Mato Grosso, que ameaçam entrar em greve. Ele disse ainda que as tratativas com o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) devem ser feitas com o secretário de Educação, Alan Porto, e se necessário, estendida a ele.

"Dialogar é nosso dever, só que o diálogo ele tem etapas. Primeiro com secretário de Educação, e se tiver algo que eu possa interagir e for necessário, posso fazer, mas se marcar todas as audiências que pedem pra mim, vou me tornar o pior governador da história, porque vou ter 50 reuniões por dia, e não vou resolver problema nenhum do Estado", afirmou.

Mendes disse ainda que seu foco é resolver e melhorar a vida da população. "Meu foco é gestão e melhorar a vida do cidadão. Mas o governo dialoga sim, com o sindicato, com a sociedade e com todos. Mas isso é feito gradativamente por etapas", avisou.

Na pauta de reivindicações do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) estão a Revisão Geral Anual (RGA) em 4,92%, 9,16% de ganho real e o fim do confisco de 14% de aposentados e pensionistas.

Na última segunda-feira (20), os profissionais da Educação decidiram não entrar em greve, mas realizaram um um calendário de mobilização. Conforme o Sindicato, servidores da Educação de 76 municípios participaram da assembleia-geral que definiu o plano de ação.

 
Cuiabá MT, 24 de Junho de 2024