Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 21 de Setembro de 2022, 17:02 - A | A

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2022, 17h:02 - A | A

EMPREGO E RENDA

Neri recebe demandas da indústria e defende ministério para cuidar do setor

Assessoria

O candidato ao Senado Neri Geller (PP) defendeu a criação de um Ministério da Indústria para atuar no desenvolvimento do setor. Nesta quarta-feira (21.09), ele esteve na Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) e recebeu das mãos do presidente da entidade, Gustavo de Oliveira, um documento com as demandas do setor para os próximos 4 anos.

Gustavo destacou que a Fiemt vai democraticamente respeitar o resultado das urnas e seguirá em defesa do desenvolvimento de Mato Grosso. “O Brasil precisa de senadores que apoiem o país a construir relações melhores com outros países para que possamos ter acesso a melhores mercados. Não tenho dúvida de que, se eleito, Neri Geller será um dos grandes protagonistas neste processo”.

 

O presidente sustentou que Mato Grosso tem uma base agropecuária muito forte que representa um grande potencial para alavancar uma novo modelo de indústria que está surgindo no mundo inteiro. “Uma indústria moderna, tecnológica, que agrega valor à produção bruta e pode ser solução em campos como energia, alimentos e outras necessidades mundiais. Precisamos de políticos comprometidos com essa agenda”.

Neri lembrou que durante seu mandato como deputado federal sempre esteve ao lado da Fiemt e da Confederação Nacional da Indústria (CNI) na defesa de pautas que visem o desenvolvimento econômico de Mato Grosso e do país. “A Fiemt já me ajudou muito na elaboração de relatórios importantes, como o da proposta que trata do licenciamento ambiental, e, por isso, recebo o documento com bastante alegria”.

Ao defender a criação do ministério para tratar do desenvolvimento da indústria no Brasil, Neri destacou a necessidade de que seja uma pasta forte. “O fortalecimento da indústria pra Mato Grosso e para o Brasil é importante para a economia, para a geração de empregos e para darmos dignidade às pessoas, erradicando a fome”.

Neri pontuou que Mato Grosso precisa avançar na industrialização e que, neste sentido, a Fiemt tem exercido um importante papel em discussões voltadas para a economia verde, focada na sustentabilidade. “A agroindustrialização é chave para a geração de emprego e renda. Passo importante também para o combate à fome. No Senado vou ajudar o presidente Lula neste projeto de geração de empregos e combate à fome. A Fiemt será fundamental neste salto da economia de Mato Grosso”.

 
Cuiabá MT, 18 de Junho de 2024