Cuiabá, 30 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2024, 15:32 - A | A

Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2024, 15h:32 - A | A

VEJA

Prefeito e Emanuelzinho acertam detalhes do VLT Cuiabano com o Ministério das Cidades

Da Redação

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, e o deputado federal Emanuelzinho, ambos do MDB, participaram nesta quarta-feira, 17 de janeiro, de uma reunião entre as equipes técnicas da prefeitura e do Ministério das Cidades para acertar detalhes e adequações do projeto VLT Cuiabano.  Conforme o gestor  da capital, o modal foi incluso no Novo PAC Mobilidade Urbana e o custo da obra será de R$ 4,9 bilhões. 

“Saindo do Ministério das Cidades, antigo Ministério da Integração Nacional, onde tivemos uma reunião com os técnicos do Ministério e toda a nossa equipe técnica. Foi uma reunião fantástica e o VLT dá um passo muito importante para o sonho se tornar realidade. Fiquei ainda mais motivado com esse avanço e tenho certeza que nossa capital vai ser referência na implementação de um modal de transporte preparado para o futuro e alinhado com o progresso”, disse Emanuel por meio de suas redes sociais.

Conforme o gestor da cidade, estiveram na reunião representante da Mobilidade Urbana, do Departamento de Infraestrutura e do setor de Fomento a Mobilidade Urbana. A reunião, conforme publicado pelo prefeito, é importante para que o projeto apresentado por Cuiabá atenda aos requisitos do Novo PAC Mobilidade Urbana.  

O deputado Emanuelzinho ressalta que as equipes técnicas do Ministério das Cidades e de Cuiabá irão se encontrar periodicamente para acompanhar os detalhes do projeto. “As equipes técnicas vão se encontrar periodicamente as equipes técnicas irão se encontrar mensalmente para ajustar todos detalhes técnicos porque a vontade do governo federal é que o VLT seja uma realidade em Cuiabá. E então, seguimos trabalhando pro Cuiabá e Mato Grosso”, concluiu.

VLT CUIABANO

O novo projeto do VLT Cuiabano prevê a extensão do modal até o Distrito Industrial, no trecho Coxipó. Em comparação com o projeto original, que possuía 22.180 metros e 33 estações, a reestruturação proposta pelo município de Cuiabá aumentará o VLT para 23.125 metros, com três terminais de integração, uma estação de conexão e 32 estações de transbordo.

VEJA VÍDEO:

 

 

 

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 30 de Maio de 2024