Cuiabá, 19 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 15:03 - A | A

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2022, 15h:03 - A | A

CICATRIZ DO VLT

Prefeito pede que obras do BRT sejam iniciadas em Várzea Grande

Da Redação

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), disse que o governo tem pressa para iniciar as obras do Ônibus de Trânsito Rápido (BRT). Ele comentou que a intenção é dar o pontapé inicial no projeto o "mais rápido possível".

"As informações que nós temos da Sinfra [Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística], tive uma reunião com Marcelo Padeiro essa semana, que começa o mais rápido possível. Eu acredito que por esses dias devem começar as obras, é o que eu ouvi da Secretaria de Infraestrutura do Estado de Mato Grosso, agora não depende de mim, depende deles", comentou em entrevista à imprensa.

 

Baracat espera que a implementação seja iniciada por Várzea Grande, já que a maior cicatriz das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) está neste município, inclusive, causando mortes por meio dos blocos de concreto conhecidos como "gelo baiano", instalados na beira das rodovias.

"Eles estão com muita pressa para iniciar essas obras, queira eu que se inicie logo até porque Várzea Grande foi a maior prejudicada é a maior prejudicada até hoje. A gente não pode deixar de ressaltar as pessoas que morreram ali, as empresas que fecharam, enfim Várzea Grande pagou um preço alto agora é o momento que essas obras comecem e a gente tenha um tráfico, uma cidade bonita, porque ficou uma cicatriz no meio da cidade de Várzea Grande", ressaltou.

Em agosto, o governador Mauro Mendes (União) assinou o contrato para início das obras de implantação do BRT, que interligará Cuiabá e Várzea Grande. A obra é orçada em R$ 468 milhões e tem previsão de ser concluída em até 30 meses pelo Consórcio Construir BRT Cuiabá, que é liderado pela Nova Engevix.

O início da obra em Cuiabá deve enfrentar dificuldades. O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), defensor do VLT, falou que não vai permitir início das obras do BRT na cidade. O emedebista apresentou denúncia sobre irregularidades na licitação do modal, sendo a principal delas uma suposta ligação entre as empresas que compõem os dois consórcios que disputaram o certame.

 
 
Cuiabá MT, 19 de Junho de 2024