Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Terça-feira, 07 de Maio de 2024, 17:42 - A | A

Terça-feira, 07 de Maio de 2024, 17h:42 - A | A

ENTRAVE

Prefeitura não apresentou projeto para ligar Contorno Leste a MT-251

Da Redação

O secretário de Infraestrutura de Mato Grosso, Marcelo Padeiro, disse na semana passada que a Sinfra ainda não teria recebido nenhum projeto por parte da Prefeitura de Cuiabá para que as obras da Avenida Contorno Leste interligue na MT-251 (rodovia Emanuel Pinheiro, popular Estrada da Chapada). Ele negou que o estado tenha colocado algum obstáculo na obra.

"Ela [prefeitura] tem que apresentar projeto, pois não tem projeto na Sinfra. Quando eu, [o Estado] vou entrar em uma rodovia federal eu tenho que apresentar um projeto no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) que avaliará. E aqui tem que apresentar como vai entrar na rodovia estadual, mas não apresentaram", diz Padeiro. 

O vice-prefeito de Cuiabá José Roberto Stopa (PV) disse nesta segunda-feira, 06 de maio, que o município já teria entrado em contato com a Sinfra e que ocorreu uma sinalização do órgão para liberar a ligação do Contorno Leste com a MT-251. Ele disse ainda que pediu ajuda à Câmara Temática do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para que chegue a um "bom termo" e no prazo de 15 dias Cuiabá receba a autorização para ligar uma via na outra. 

"Nós estamos tratando nesta semana com a Sinfra e já temos a sinalização que existe a vontade do Padeiro, e pedimos ajuda do TCE, por meio da câmara técnica intermediasse isso, e com todos vai chegar a um bom termo e em 15 dias vai chegar a autorização para ligar o Contorno Leste a  251.  O entrave é questão técnica, o estado alega que a MT- 251 não comporta mais isso. Porém, o técnicos  da Secretaria de Obras de Cuiabá e da Sinfra vamos chegar ao bom termo e nos próximos 15 dias essa situação vai ser sanada", alegou. 

Por fim, Stopa pediu o fim da "polemização" sobre o assunto: "Temos que parar com essa polemização de que o Estado quer fazer e Cuiabá não quer deixar, e vice-versa. Temos que olhar o que é melhor para Cuiabá e, sem dúvida nenhuma, o que for bom para Cuiabá, a Prefeitura vai autorizar". 

 
Cuiabá MT, 21 de Maio de 2024