Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024, 08:25 - A | A

Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024, 08h:25 - A | A

DISPUTA EM VG

VÍDEO: Júlio Campos diz que PRD não tem força para indicar vice e quer nome do União Brasil

Da Redação

O deputado estadual Júlio Campos avalia que não existe possibilidade de seu partido, o União Brasil, abrir mão de indicar o nome do vice para a chapa de reeleição do prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB). Segundo ele, o partido tem grande força política na Cidade Industrial e não faria sentido que outra agremiação indicasse um nome para a chapa.

Questionado se o PRD, presidido pelo suplente de senador Mauro Carvalho, poderia indicar o vice em Várzea Grande, Campos rechaçou a ideia. Segundo ele, o partido não tem força política suficiente para isso.

“Não tem força política. O vice vai ser do União Brasil. O candidato é do MDB, Kalil Baracat. O vice vai ser do União Brasil, um partido que tem cinco vereadores na Câmara Municipal, tem o senador Jayme Campos, tem os deputados Eduardo Botelho e Júlio Campos, que são do União Brasil de Várzea Grande, tiveram grande votação. Coronel Assis, que é deputado federal do União Brasil de Várzea grande, foi o mais votado em Várzea Grande e é filho de Várzea Grande, nascido em Várzea Grande, mora em Várzea Grande... Quer dizer, então, não tem como a gente abrir mão do vice-prefeito. Vai ser alguém que o União Brasil indicar”, afirmou.

Na última semana, começou a ser ventilada a possibilidade de o PRD lançar um nome próprio para a Prefeitura de Várzea Grande, após o vereador Bruno Rios (PSB) dizer que tinha interesse em encabeçar a chapa do novo partido. Em entrevista recente, Carvalho desconversou sobre essa possibilidade, dizendo apenas que não tem compromisso firmado na Cidade Industrial.

 

 
 
 
 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024