Cuiabá, 21 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Cidades Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2022, 18:55 - A | A

Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2022, 18h:55 - A | A

BALANÇO DE GESTÃO

MT arrecada R$ 150 milhões em leilões de bens apreendidos do crime organizado

Willian Silva | Sesp-MT

Nos últimos quatro anos, o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp/MT), arrecadou quase R$ 150 milhões em leilões judiciais. Entre eles, estão aeronaves, veículos, imóveis, implementos agrícolas e cabeças de gado bovino. Deste total, mais de R$ 130 milhões foram de bens apreendidos de organizações criminosas diversas e quantia superior a R$ 19 milhões, oriunda especificamente do tráfico de drogas.

Com isso, Mato Grosso se tornou referência nacional na gestão de bens apreendidos pelas justiças Estadual e Federal, oriundos do crime organizado e tráfico de drogas. O maior volume foi registrado em 2020, quando foram arrecadados quase 110 milhões – foram R$ 608 mil em 2019, R$ 7,7 milhões em 2020 e R$ 31 milhões até o início de dezembro de 2022.

 

Segundo a secretária adjunta de Justiça (Saju), Lenice Barbosa, o resultado alcançado no período fez com que Mato Grosso se tornasse referência nacional em leilões judiciais.

“Graças aos investimentos do Governo do Estado, que possibilitou a ampliação e capacitação do quadro de servidores da Gerência de Gestão de Ativos (Gegat), aliada à aquisição de aparelhos, conseguimos atingir este patamar”, afirmou.

Foram leiloados 39 imóveis urbanos e rurais (residenciais e comerciais), num total de mais de R$ 122 milhões – a maior arrecadação do período. Entre os imóveis leiloados, está um apartamento localizado no Condomínio Morada do Parque, bairro Morada do Ouro, e outro no Edifício Belluno, bairro Quilombo, ambos em Cuiabá.

Em seguida vêm 623 veículos, com soma superior a R$ 15 milhões. Também foram leiloadas mais de 2,6 mil cabeças de gado bovino, avaliadas em mais de R$ 6 milhões, seis aeronaves (R$ 3 milhões) e 37 implementos agrícolas, cuja arrecadação ficou pouco abaixo de R$ 4 milhões.

Parte dos valores arrecadados fica em Mato Grosso e a outra é destinada ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad), que posteriormente são destinados para outros estados brasileiros em diferentes ações de investimentos em políticas de segurança pública de combate e prevenção às drogas.

 
Cuiabá MT, 21 de Junho de 2024