Cuiabá, 22 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Economia Quinta-feira, 15 de Setembro de 2022, 10:42 - A | A

Quinta-feira, 15 de Setembro de 2022, 10h:42 - A | A

AGRONEGÓCIO

Safra de soja mais cara da história começa ser plantada nesta sexta-feira

Da Redação

Começa nesta semana o plantio da safra de soja mais cara da história, influenciada pelo aumento dos insumos em razão da pandemia de covid e da guerra na Ucrânia, que prejudicou o comércio de combustíveis e fertilizantes em todo o mundo. De acordo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), houve aumento de 71% no preço do custeio em relação à safra anterior.

O custeio saiu de R$ 2.868 por hectare na safra 2021/2022 para R$ 4.909 na safra 2022/2023. Isso tem levado os produtores a buscar soluções para atenuar a alta dos insumos. O aplicativo AgroApp, desenvolvido por uma startup focada em oferecer informações e soluções a produtores rurais, mostra que houve um aumento de 14% nas buscas sobre sojicultura no último mês.

 

De acordo com informações do aplicativo, dentre os itens que mais se destacam estão o combate às pragas que afetam a soja, uma alta de 26% no interesse, e os cultivares mais propícios para as plantações, com aumento de 20%. Além disso, houve um aumento de 23% em buscas sobre fertilizantes.

De acordo com a portaria 607, da Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Mapa, o vazio sanitário se encerra em Mato Grosso nesta semana, permitindo o início da semeadura a partir desta sexta (16). A estimativa do Imea é que 11 milhões de hectares sejam utilizados para produção de mais de 41 milhões de toneladas da oleaginosa.

O engenheiro agrônomo e sócio-diretor do AgroApp, Murilo de Freitas Iossi, explica que é preciso um bom planejamento para lidar com os custos altos e ainda manter as margens de lucro, além de se munir de informações precisas sobre a cultura para serem consultadas pelo produtor rural de forma imediata.

“Na hora da semeadura, a informação precisa estar na palma da mão, de forma concisa e organizada”, afirma Murilo.

O engenheiro também destaca que o aplicativo é gratuito e pode ser utilizado de modo off-line, já que em muitas propriedades a conexão com a internet é instável ou nem mesmo existe, principalmente nas lavouras.

“Além dos defensivos, pragas e doenças o aplicativo também possui um acervo de máquinas e implementos agrícolas, insumos, plantas daninhas, fertilizantes, tabelas e conversões, além de uma área de notícias e de cotações, relevantes e sempre atualizadas”, acrescenta o engenheiro. O aplicativo já tem mais de 20 mil downloads na loja de aplicativos do Google.

COMERCIALIZAÇÃO LENTA - O boletim do Imea mais recente, divulgado na última segunda-feira (12), mostra que a safra 2021/2022 ainda não foi toda comercializada, alcançando apenas 87% da produção. Os analistas do Instituto apontam que isso é resultado da pressão nas cotações na bolsa de Chicago, o que provocou uma redução de 0,84% nos preços em Mato Grosso, no comparativo mensal. Da safra que terá o plantio iniciado a partir de sexta-feira, 26% já foi negociada.

 
Cuiabá MT, 22 de Junho de 2024