Cuiabá, 22 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Judiciário Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 08:43 - A | A

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 08h:43 - A | A

LINCHADO PELAS VÍTIMAS

Vereador flagrado roubando gado deve passar por nova cirurgia e pede prisão domiciliar

Da Redação

A defesa do vereador de General Carneiro, Magnun Vinnicios, que foi flagrado roubando gado, entrou com um novo recurso na Justiça pedindo que a prisão do parlamentar seja convertida em domiciliar. A defesa, patrocinada pelo advogado Mousart Xavier, alega que Magnun deve passar por uma nova cirurgia e o estabelecimento prisional não tem estrutura para tal.

O vereador foi preso na madrugada do dia 11 de setembro deste ano, após abater um boi na Fazenda Santa Isabel, em Primavera do Leste. Quando foi flagrado, o vereador e outros três comparsas estavam se preparando para ‘carnear’ o animal. Após o flagra, funcionários da fazenda espancaram Magnun, que chegou a ter traumatismo cranioencefálico.

 

A defesa também anexou documentos da unidade prisional de Primavera do Leste, assim como da Secretaria Municipal de Saúde, afirmando que não possuem estrutura e nem pessoal para atender uma eventual emergência. A possibilidade é que o vereador precise passar por um novo procedimento para sucção de líquidos no cérebro.

“Dado o exposto, resta clara a necessidade da realização do tratamento extramuros, com fito a garantir a vida do Paciente, que somente poderá ser realizado com a conversão da prisão preventiva em prisão domiciliar, com autorização para deslocamento somente para ser submetido a tratamento de saúde”, pede a defesa.

O caso

O vereador Magnun, que também é dono de um supermercado e açougue em General Carneiro, foi flagrado por funcionários da Fazenda Santa Isabel tentando roubar um boi, abatido pelos criminosos. Quando foi surpreendido, os bandidos estavam se preparando para ‘carnear’ o animal.

Eles tentaram fugir em uma caminhonete Amarok, mas os funcionários dispararam contra os pneus do veículo, impedindo a fuga. Durante a ação, os funcionários espancaram Magnun, que precisou ser internado inicialmente no Hospital Regional de Rondonópolis para atendimento. Ele teve traumatismo craniano e precisou passar por cirurgia.

 
 
Cuiabá MT, 22 de Junho de 2024