Cuiabá, 30 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Polícia Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024, 09:34 - A | A

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2024, 09h:34 - A | A

MORTO POR TRIBUNAL

Polícia prende mais dois envolvidos na execução de homem achado boiando no Rio Coxipó

Assessoria | PJC

Mais duas pessoas envolvidas no homicídio ocorrido no mês de agosto de 2023 em Cuiabá tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Civil, na segunda-feira (19.02), em continuidade aos trabalhos da Operação Themis II, deflagrada pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Os investigados estavam com a prisão temporária expedida pelo Núcleo de Inquéritos Policiais (Nipo) de Cuiabá, pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e integrar organização criminosa.

Um dos alvos de 27 anos teve o mandado de prisão temporária cumprido em seu local de trabalho, no bairro Jardim Cuiabá, na Capital. O segundo alvo foi preso em outra operação da Polícia Civil deflagrada com base em investigações das Delegacias de Arenápolis e também teve o mandado de prisão cumprido pelo crime investigado pela DHPP.

Com a prisão dos investigados, a operação chega a quatro presos, uma vez que outros dois alvos que tiveram o envolvimento apontado no crime tiveram mandados de prisão cumpridos na última sexta-feira (16.02), no bairro Dom Aquino em Cuiabá.

As investigações conduzidas pela especializada apuram a morte de Adriano José da Silva Neto, de 30 anos, que teve o corpo localizado no dia 20 de agosto, embaixo da Ponte de Concreto do Rio Coxipó. O corpo estava submerso na beira do rio, trajando bermuda jeans escura e camiseta cinza, e apresentava perfurações de arma de fogo na região da cabeça.

As investigações da DHPP apontaram que a vítima passou pelo Tribunal do Crime, fato ocorrido em uma antiga creche no bairro Dom Aquino, local abandonado e ermo, para onde a vítima foi levada para cumprir a sentença de morte decretada pelos criminosos.

Os dois investigados presos na segunda-feira (19) foram interrogados pelo delegado Maurício Maciel Pereira Júnior e posteriormente foram colocados à disposição da Justiça.

 
Cuiabá MT, 30 de Maio de 2024