Cuiabá, 20 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quinta-feira, 07 de Março de 2024, 18:00 - A | A

Quinta-feira, 07 de Março de 2024, 18h:00 - A | A

MORTE EM TREINAMENTO

Após "bronca" pública, comandante dos Bombeiros "presta contas" na Assembleia Legislativa

Da Redação

Após receber uma cobrança pública do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alessandro Borges, visitou a Casa de Leis nesta quinta-feira, 7 de março, para ‘prestar contas’ aos deputados sobre as medidas que estão sendo tomadas no inquérito sobre a morte de Lucas Veloso Perez, 27 anos, durante um curso de treinamento para bombeiro.

Segundo Botelho, o coronel se comprometeu a tomar ações para evitar que novas tragédias aconteçam durante o treinamento do Corpo de Bombeiros e deve apresentar essas medidas à Comissão de Segurança da Assembleia.

“Nós marcamos semana que vem para ele vir aqui conversar com os deputados e ele está pronto. Ele realmente mostrou que ele está fazendo ações, não está falando com a imprensa por respeito, inclusive à dor da família, não polemizando o caso, porque o caso gera só mais sofrimento. Mas, está tomando, sim, providências e que ele vai mostrar para os deputados, para a Comissão de Segurança, o que é que ele está fazendo aqui”, detalhou.

Botelho afirmou ainda que o coronel Alessandro está visivelmente abalado com a situação ocorrida com Lucas Veloso. O jovem morreu afogado durante um curso de salvamento na Lagoa Trevisan, no último dia 27 de fevereiro.

O Corpo de Bombeiros abriu um inquérito militar para apurar as circunstâncias da morte e não divulgou novas ações após isso.

Diante da situação, Botelho cobrou publicamente o coronel Alessandro na manhã desta quinta, afirmando que ele estava “inerte” diante de mais uma morte em treinamento da corporação.

Também nesta quinta, os deputados estaduais Júlio Campos (União) e Wilson Santos (PSD) apresentaram um projeto de lei para tornar obrigatória a filmagem de treinamentos do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

 
 
Cuiabá MT, 20 de Maio de 2024