Cuiabá, 25 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Sábado, 08 de Outubro de 2022, 10:29 - A | A

Sábado, 08 de Outubro de 2022, 10h:29 - A | A

APÓS CASSAÇÃO

Temendo atentado, vereadora pede segurança institucional à Câmara

Da Redação

A vereadora por Cuiabá Edna Sampaio (PT) encaminhou ao presidente da Câmara, Juca do Guaraná Filho (MDB), um pedido, com urgência, para que seja disponibilizada a segurança institucional para “salvaguardar” sua integridade física. Protocolado na quinta-feira, 6 de outubro, o documento apresenta dois fatores que levaram a parlamentar a requerer a proteção.

Edna é a autora do pedido de cassação do mandato do vereador Tenente Coronel Paccola (Republicanos), por quebra de decoro parlamentar devido à morte do agente socioeducativo Alexandre Miyagawa, na noite do dia 1º julho. Paccola foi cassado por 13 votos a 5, durante sessão realizada na última quarta-feira (5).

 

Primeiro, Edna cita que foi surpreendida por “gestos ameaçadores” feitos por um homem que estava na parte da galeria onde estavam os apoiadores de Paccola durante a sessão extraordinária que cassou o mandato do vereador.

“[…] fato que me deixou preocupada quanto à minha integridade física”, destacou no pedido.

Edna ainda comentou que o pedido é resultado também do clima de violência política que se instalou no país, principalmente, devido à polarização da disputa presidencial.

A vereadora já havia comentado, ao fim da sessão de quarta-feira (5), que iria articular com sua equipe o pedido de proteção.

“Eu me sinto ameaçada pelas frases de ódio que eu recebi nas redes sociais durante a sessão e havia um senhor em cima, do lado dos que defendiam o Paccola, fazendo gestos intimidatórios pra mim, inclusive indiquei isso à Mesa”, afirmou a vereadora.

 
Cuiabá MT, 25 de Junho de 2024