Cuiabá, 18 de Maio de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2024, 20:08 - A | A

Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2024, 20h:08 - A | A

ROTA PARA CHAPADA

Assembleia não vai abrir mão da MT-030, assegura Botelho

Da Redação

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União), afirmou nesta segunda-feira, 8 de janeiro, que os deputados estaduais não vão desistir da construção da MT-030, proposta de rota alternativa mais curta para ligar Cuiabá a Chapada dos Guimarães. Além de reservar recursos no Orçamento de 2024 para a obra, eles pretendem fazer pressão para que o governo tire do papel esse projeto, que já tem mais de uma década em debate.

Já existe um consenso na Assembleia Legislativa para reservar ao menos R$ 50 milhões para a implantação da MT-030, o que já inclui o custo de elaboração do projeto. A expectativa dos deputados é que o governo comece a obra ainda este ano. Porém, a Assembleia também trabalha com medidas alternativas para garantir o trânsito entre Cuiabá e Chapada até a conclusão da MT-030.

“Nós vamos colocar na emenda da 030, para que eles façam o projeto e comecem a obra esse ano. A ideia é essa. E, para a estrada de Chapada, o que tem é isso que está programado: essa melhoria, fazer um cascalhamento ali na rota alternativa por Água Fria e asfaltar esse trecho de Água Fria esse ano, para criar essa rota asfaltada aí alternativa. Depois nós trabalharmos aí com a duplicação da MT-010 e a MT-030 para o futuro”, detalhou Botelho.

Apesar do interesse dos deputados, o governador Mauro Mendes (União) não tem se mostrado convencido da viabilidade da nova estrada para Chapada. Em entrevistas recentes, Mauro questionou a necessidade desse investimento, argumentando que o governo tem outras prioridades na infraestrutura e já está tomando medidas emergenciais para garantir o trânsito entre a capital e Chapada.

“A Sinfra não posicionou, mas os deputados têm essa posição e a Assembleia não vai abrir mão disso. Vamos continuar insistindo nisso”, afirmou Botelho. “Vai sair do papel, sim. Vai sair, vai ser feito. Ah, com certeza que dá tempo de fazer, né? Eu tenho certeza que dá”, emendou.

 
Cuiabá MT, 18 de Maio de 2024