Cuiabá, 19 de Junho de 2024
Icon search

CUIABÁ

Política Quarta-feira, 21 de Setembro de 2022, 17:03 - A | A

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2022, 17h:03 - A | A

CHUMBO TROCADO

Emanuel pede R$ 40 mil em indenização após ser chamado de "vagabundo" por Mauro

Da Redação

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) entrou com um pedido de indenização por danos morais contra o governador Mauro Mendes (União Brasil), após uma entrevista à imprensa na qual o governador não poupou ofensas ao gestor. Na petição, assinada pelo advogado Francisco Faiad e protocolada nesta quarta-feira (21), o prefeito pede indenização de R$ 40 mil.

Em entrevista recente (clique aqui para ver, em vídeo), Mauro disse que o prefeito de Cuiabá é “malandro, mentiroso, desonesto, vagabundo, atolado na merda, em operações, tenta jogar merda pro lado, seu vagabundo, Emanuel Pinheiro é um malandro e todo mundo sabe disso”. As falas foram extraídas da petição protocolada por Emanuel.

 

Na avaliação da defesa de Pinheiro, as declarações de Mauro ultrapassam o senso de crítica que figuras públicas estão sujeitas, provocando na população “estados mentais, emocionais ou passionais” capazes de prejudicar a lisura do pleito eleitoral, onde a esposa de Emanuel, Márcia Pinheiro (PV), é o principal nome de oposição a Mauro Mendes.

“A intenção do requerido em acusar e dirigir essas ofensas, sempre sob os holofotes da mídia, é propaga-la para que milhares de pessoas tenham acesso a sua fala e atingir o pleito eleitoreiro de forma que confunda os eleitores, prejudicando a imagem do autor constantemente”, afirma.

Além disso, a defesa de Emanuel afirma que os ataques proferidos por Mauro comprometem a saúde mental e a honra do prefeito perante a terceiros. Ele ainda sustenta que as ofensas são não apenas ao prefeito, mas a todo o Estado Democrático de Direito.

“Semanalmente o autor está sendo alvo de novas e novas ofensas, acusações e humilhações por parte do querido e o requerente teme que nada seja feito, pois, por mais que o mesmo seja uma pessoa pública, as ofensas estão ultrapassando qualquer tipo de limite logico e social, e está se tornando um pesadelo a si e a sua família”, diz.

 
Cuiabá MT, 19 de Junho de 2024